domingo, 11 de abril de 2010

Filet en crôute

Esse sábado de manhã resolvi fazer um teste de filet mignon en croute. Quero fazer uma receita com a dedicação dos "Dias das mães" da minha infância, comidinha caseira, receita de vó.
Liguei p/ minha mãe p/ saber se ela tinha alguma sugestão desse tipo e ela me lembrou dos livros q ganhei da minha avó. Basicamente uma "enciclopédia", formada por 10 volumes, da Abril Cultural (era este o nome da editora na época). O nome? Bom Apetite, edição de 1968 - uma relíquia!
Aliás preciso passar um dia só escrevendo sobre isso. O livro I começa divagando sobre a cozinha moderna, sobre como este ambiente da casa tornara-se um ambiente importante e habitado: "Antes a cozinha era um lugar para esconder. Hoje em dia, é considerada o ambiente mais importante de tôda a casa. A mulher moderna procurou transformá-la num lugar onde imperem confôrto e praticidade e muita, muita vontade de cozinhar" (sic).Lindo, né?
Além de dicas sobre a disposição dos equipamentos (fogão, geladeira), a introdução orienta a dona de casa sobre a decoração adequada p/ uma cozinha harmônica!!
Logo na página seguinte um guia de utilização dos eletrodomésticos - "A eletricidade a seu serviço" (sic) - começando pelo liquidificador: Há quem faça até massa de bôlo no liquidificador" cita o guia; passando pela batedeira elétrica chegando ao mix! É romântico, é cuidadoso, é desta cozinha AMOROSA que eu tenho saudades e tento reproduzir...essa cozinha lenta, envolvente...
Livro sensacional!!!!...merece uma página inteira de post.
Mas vamos voltar ao filet en croute, minha mãe comentou tb sobre uma receita em que o filet mignon é selado, envolvido com patê de fígado e depois com massa folhada. Adorei a idéia...mas achei um pouco forte para as crianças! Fui em busca de uma solução nos livros do Bom Apetite e na pg 672 do vol III encontrei " Filet à française en crôute", era isso que eu queria!!! Achei!! Mas lá estava o fígado de novo!! E cogumelos secos e bacon...e as crianças? Quase...estava quase! Pensei então em simplificar um pouco e resolvi fazer o filet com presunto cru e massa folhada!
Como eu fiz:
Temperei bem o filet mignon (+ou - 1kg, sem cordão e sem "cabeça") com cominho, pimenta do reino, páprica, alho, salsão e pimenta dedo de moça, reguei com vinho madeira e deixei marinando uns 20 min.
Em uma panela grande, bem quente, selei a peça inteira
Envolvi com presunto cru e toda a sua gordurinha para umidecer bem a carne, depois de coberto coloquei sobre a massa folhada e fechei com as abas da massa para dentro, deixando-o bem hermético. pincelei com gema de ovo a volta toda.
Foi para o forno por uns 30min (até dourar a massa).

Dicas:
Forrei uma assadeira com papel aluminio, para não ter que lavá-la depois, sem untá-lo, a massa folhada é tão gordurosa que não vi necessidade...pois TEM, grudou! O papel aluminio grudou na massa...TEM QUE UNTAR O PAPEL!

Olha ele aí grudado no papel...rs mas tá bonito né?




Com dificuldade retirei todo o papel e passei p/ uma travessa, servi com figos em calda! Espetacular!! Passei um pouquinho o ponto pq em casa as crianças sempre reclamam: - tá saindo sangue da carne...rs eu adoro...mas não é só pra mim, né?




2 comentários:

  1. Nossa que delícia! Posso encomendar uns ?

    ResponderExcluir
  2. EEE será mais que um prazer, será uma honra!!!!
    beijossssss

    ResponderExcluir